Sexta, 22 de março de 201922/3/2019
xx xxxxx xxxx
OURO PRETO
Contam as lendas da história oral que as minas eram propriedade dos barões do Ouro.
Visitar as minas de Ouro é retornar na história centenária de Ouro Preto
Portal Carnaval Ouro Preto Ouro Preto - MG
Postada em 12/04/2016 ás 20h00 - atualizada em 31/10/2016 ás 01h15
Contam as lendas da história oral que as minas eram propriedade dos barões do Ouro.

Minas de Ouro em Ouro Preto - MG

Mina do Chico Rei





Contam as lendas da história oral que a mina era propriedade do Chico Rei (personagem fictício), um escravo que conquistou sua alforria e tornou-se rico.  Ele foi o único negro que possuiu uma mina de ouro nos tempos coloniais. Situa-se nos fundos do quintal de uma propriedade particular. A mina encontra-se bem conservada. Um dos percursos que se visita é iluminado, o outro não. Nas paredes da mina encontram-se cavidades onde era depositado o ouro recolhido durante o dia. A área total é de 8 km² com 175 galerias abertas, escavadas em três níveis de profundidade.




style="display:block"
data-ad-client="ca-pub-8123119408162949"
data-ad-slot="6315998514"
data-ad-format="auto">






Informações




Endereço:

Rua Dom Silvério, 108, Antônio Dias. Ouro Preto - (SEDE)



Telefone: +55 (31) 3551-1749 / 3552-2866 / 9615-5297



Horário de Funcionamento:

Diariamente das 08h às 17h.



Ingresso: R$ 10,00 (inteira) e R$ 5,00 (meia) para estudantes e idosos acima de 60 anos, crianças até 7 (sete) anos não pagam.




Mina de Santa Rita





A Mina de Santa Rita é umas das primeiras de Minas Gerais, datada do século XVIII. Está localizada junto ao sítio arqueológico de Padre Faria. Possui, aproximadamente, 115m para visitação guiada e segura. Sua escavação percorre em um grande labirinto do qual ainda não se encontrou o fim.



A estrutura foi feita por Negros vindos do Sul da África, especificamente da região do Congo. Sem dúvidas, um bom passeio para ouvir histórias e saber mais sobre a cultura das minas no Brasil.







Informações




Endereço:

Rua Santa Rita, Padre Faria, 171. Ouro Preto - (SEDE)



Telefone: +55 (31) 3552-3363 / 8641-2294



Horário de Funcionamento:

De segunda à sábado de 9 às 17h, e aos domingos de 9 às 14h.



Ingresso: R$ 25,00 (inteira); 12,50 (meia).




Mina do Jeje





A Mina Jeje possui uma extensão de 160m para visitação aberta até o primeiro salão de mineração. Sua datação de exploração é imprecisa por não haver documentos oficiais. Entretanto, indícios arqueológicos apontam para um surgimento aproximado ao das demais minas que compunham o Ciclo do Ouro no Brasil (séc. XVIII).



A forma de escavação desta mina apresenta traços de uma “engenharia” elaborada por escravos negros vindos da África para trabalharem nas minas. As condições degradantes deste afã reduziam a expectativa de vida dos escravos, expostos ao ar rarefeito e a insalubridade do local.







Informações




Endereço:

Rua Chico Rei 371, Alto da cruz Ouro Preto - (SEDE)



Telefone: +55 (31) 3552-1558



Horário de Funcionamento:

Diariamente das 9h às 17h.



Ingresso: R$ 25,00 (inteira); 12,50 (meia).




Mina Du Veloso





Em meados de 1804,  a região hoje denominada por São Cristóvão era promotora de grande efervescência de mineração. A antiga propriedade do Coronel José Veloso do Carmo possuía em sua totalidade um conjunto vasto de minas que adentravam morros e planícies de Vila Rica; de onde eram extraídos com muita habilidade pelas mãos dos escravos, o tão apreciado Ouro Preto. Essa mina hoje está aberta e revitalizada para a visitação, com 400 metros de galerias para percurso e dois salões com poços d’água que brotam por entre as rochas.







Informações




Endereço:

Rua Platina, 34, Bairro São Cristóvão (Veloso). Ouro Preto - (SEDE)



Telefone: +55 (31) 3551-0792



Horário de Funcionamento:

Diariamente das 9h às 18h.



Site: http://minaduveloso.blogspot.com.br/



Ingresso: R$ 25,00 (inteira) e 15,00 (meia entrada com comprovante).




Mina Felipe dos Santos





Recém aberta para visitação, a mina Felipe dos Santos proporciona ao turista algo diferente, a existência de uma cascata em meio às rochas escavadas da antiga mina. Em breve, serão abertos passeios de turismo e aventura junto à queda d’água. Passada de geração a geração e herdada pela atual família do Sr. Geraldo, a mina hoje não possui documentos precisos sobre a datação de abertura ou finalidade de exploração. Entretanto, geólogos apontam que a mina era utilizada no século XVIII para a retirada do ocre (óxido metálico terroso, portador de ferro) utilizado na pintura de obras, artesanato e monumentos da cidade.







Informações




Endereço:

Rua 13 de Maio , 637, Bairro Alto da Cruz - Ouro Preto - (SEDE)



Telefone: 31 8679-6467



Horário de Funcionamento:

Diariamente das 8:30 às 17:30h.



Ingresso: R$ 30,00






style="display:block"
data-ad-client="ca-pub-8123119408162949"
data-ad-slot="6315998514"
data-ad-format="auto">

Newsletter

As principais notícias do Carnaval Ouro Preto 2018 no seu e-mail:

Cadastre seu e-mail acima by FeedBurner

FONTE: www.ouropreto.mg.gov.br

Publicidade

Facebook

Publicidade

Publicidade

Mais lidas do mês

Publicidade

Enquete
Qual a melhor opção de hospedagem para curtir o Carnaval Ouro Preto 2018?

Ficar em República
334 votos - 53.2%

Ficar em Pousada ou Hotel
149 votos - 23.7%

Ficar em Casa Alugada
145 votos - 23.1%