• Home
  • Fale conosco

Melhores Republicas de Ouro Preto para o carnaval 2015

Untitled Document
Loja virtual da republica calamidade publica República Calamidade Pública lança loja virtual com venda de pacotes para o carnaval 2015. 31 3551 0483.
República Caixotinho 2014 República Caxotinho. Carnaval 2015, blocos, festas e segurança. Fone 31 3551 6165. Reservas carnaval 2015.
Carnaval Sparta 2014 República Sparta. CarnaSparta 2015, agitação total, festas, piscina e blocos. 31 3551 1278 Reservas carnaval 2015
Carnaval Lua Azul 2014 República Lua Azul . Carnalua 2015, diversão regada a bebidas, blocos. 31 3552 3086. Reservas carnaval 2015
Carnaval Hospicio 2014 República Hospício. Carnaval curtição, bebidas diferentes e blocos. 31 3551 5637. Reservas carnaval 2015
Carnaval República tira Magoa 2014 República Tira Mágoa. Carnaval no centro histórico com as melhores festas . 31 3551 7274. Reservas carnaval 2015
Carnaval FG 2014 República FG. CarnaFG 2015 com OPEN BAR, festas e blocos. 31 3551 1071. Reservas carnaval 2015
Carnaval República Trem de Doido 2014 República Trem de Doido. CarnaBebêDoido, muitas festas e tradicional. 31 3551 7638. Reservas carnaval 2015
Carnaval Moicana 2015 República Móicana. Carnaval tradicional com blocos e festas. 31 3552 5081. Reservas carnaval 2015
Carnaval Confraria 2015 República Confraria. Carnaval republicano com blocos e festas. 31 3552 0892. Reservas carnaval 2015
Carnaval Castelo 2015 República Castelo. Carnaval Castelo e Santuário diversão total. 31 3552 2851. Reservas carnaval 2015
Carnaval Canaan 2015 República Canaan. Carnaval com muita festa, blocos e cerveja. 31 3551 1863. Reservas carnaval 2015

21 de Abril 2015 - Ouro Preto - MG

Uma das mais importantes solenidades cívicas de Minas Gerais, a comemoração do dia 21 de abril reúne grandes autoridades do país na praça que leva o nome do homenageado, mártir da Inconfidência Mineira: Tiradentes. A data marca a morte de Joaquim José da Silva Xavier, o Tiradentes, que foi enforcado e teve sua cabeça exposta em plena praça pública por se rebelar contra os abusos da Coroa Portuguesa.

Uma das mais importantes solenidades cívicas de Minas Gerais, a comemoração do dia 21 de abril reúne grandes autoridades do país na praça que leva o nome do homenageado, mártir da Inconfidência Mineira: Tiradentes. A data marca a morte de Joaquim José da Silva Xavier, o Tiradentes, que foi enforcado e teve sua cabeça exposta em plena praça pública por se rebelar contra os abusos da Coroa Portuguesa.

Durante a comemoração, a Praça Tiradentes recebe a Tropa da Polícia Militar que inicia a cerimônia com a salva de 21 tiros em homenagem ao Mártir da Inconfidência. Centenas de pessoas e autoridades prestigiam um célebre momento onde é relembrado o contexto histórico da Inconfidência Mineira, sua importância para Minas Gerais e o Brasil.

A Inconfidência Mineira

Em 1789, Ouro Preto foi palco do movimento de independência do domínio português denominado “Inconfidência Mineira”. Intelectuais, religiosos, militares e fazendeiros, entre eles o dentista Joaquim José da Silva Xavier, o Tiradentes, reuniam-se regularmente com intuito de promover uma revolução separatista relativa a então capitania de Minas Gerais.

A tentativa de separação foi abortada após o delato à Coroa Portuguesa por um dos integrantes do movimento, Joaquim Silvério dos Reis. Sendo assim, os outros integrantes foram presos e condenados.

Tiradentes, o conjurado de mais baixa condição social, foi o único condenado à morte por enforcamento, sendo a sentença executada publicamente a 21 de abril de 1792, no Campo da Lampadosa, no Rio de Janeiro. Outros inconfidentes haviam sido condenados à morte, mas tiveram suas penas reduzidas.

Após a execução, o corpo foi levado em uma carreta do Exército para a Casa do Trem (hoje parte do Museu Histórico Nacional), onde foi esquartejado. O tronco do corpo foi entregue à Santa Casa de Misericórdia, sendo enterrado como indigente. A cabeça e os quatro pedaços do corpo foram salgados, para não apodrecerem rapidamente, acondicionados em sacos de couro e enviados para as Minas Gerais, sendo pregados em pontos do Caminho Novo onde Tiradentes pregou suas ideias revolucionárias. A cabeça foi exposta em Vila Rica, atual Ouro Preto, no alto de um poste defronte a então sede do governo, atual Museu da Inconfidência. O castigo era exemplar, a fim de dissuadir qualquer outra tentativa de questionamento do poder da metrópole.

Vejam opções de Hotéis e Pousadas.

Vejam opções de Repúblicas.

Fonte: www.ouropreto.mg.gov.br